Vereador de Cambé é acusado de assédio sexual

O parlamentar alegou que não cometeu tal crime

Um caso de assédio sexual foi registrado em boletim de ocorrência na cidade de Cambé, envolvendo um vereador da Câmara Municipal. Uma mulher que trabalha na limpeza da Casa alegou que o vereador em questão teria empurrado a sua cabeça em direção ao órgão genital dele, simulando como se ela estivesse fazendo uma prática de sexo oral.

O vereador, por sua vez, alegou que tal ato não aconteceu e que há testemunhas que podem confirmar que ele não cometeu o crime de assédio sexual. Ele ainda disse que acredita na Justiça e que tudo será esclarecido. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.