Paraná terá R$ 540 milhões para investir em habitação popular; parte do recurso vem para Londrina

1.474 imóveis serão construídos na cidade divididos em duas etapas, com 894 e 580 unidades

O Governo do Estado assinou um convênio com a Pacaembu Construtora, de São Paulo, e vai viabilizar a construção de 4.163 novas casas populares por meio de uma modalidade do programa Casa Fácil Paraná. Os municípios beneficiados serão Arapongas, Londrina e Ponta Grossa, nos Campos Gerais. De acordo com informações do Governo do Estado, em Londrina, serão 1.474 imóveis divididos em duas etapas, com 894 e 580 unidades. Arapongas receberá as obras de 1.479 casas, enquanto Ponta Grossa terá outras 1.210. Os recursos a serem aplicados nas localidades foram obtidos pela construtora por meio do Programa Nacional de Habitação Urbana, do Governo Federal. 

O programa é voltado para famílias com renda de até seis salários mínimos. A cerimônia para a formalização do convênio foi realizada na manhã desta quarta-feira (05), com a presença do Governador Ratinho Junior. Os investimentos são de R$ 540 milhões. A expectativa é que as casas fiquem prontas no primeiro semestre de 2022.

Leia mais