Paraná destina R$ 8,5 milhões a crianças que perderam os pais pela Covid-19

Londrina deve receber R$ 150 mil para repassar às crianças

O Governo do paraná, por meio da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), vai repassar R$ 8,5 milhões aos municípios para dar apoio aos responsáveis por crianças e adolescente que perderam pai, mãe ou a fonte de sustento da família durante a pandemia.

No total, 95% dos municípios paranaenses aderiram ao programa. Os de pequeno porte (até 20 mil habitantes) receberão R$ 10 mil; os de pequeno porte II (20 mil a 50 mil) receberão R$ 20 mil; os de médio porte (50 mil a 100 mil) receberão R$ 40 mil; os de grande porte (com mais de 100 mil pessoas), como Londrina, terão repasse de R$ 150 mil; e aqueles que se enquadram na categoria metrópole, caso de Curitiba, receberão o valor de R$ 1,2 milhão.

“Tínhamos deixado recursos reservados para socorrer as crianças na pandemia. Essa verba vai ajudar os avós ou responsáveis legais no sustento destas crianças”, informou o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

A aplicação deve ser destinada ao pagamento de bolsa-auxílio voltada à viabilização de guarda subsidiada à família extensa, benefício eventual, ações de adequação para as instituições de acolhimento e programas de saúde mental para elaboração do luto. Os recursos são do Fundo para a Infância e Adolescência (FIA), liberados pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e Adolescente (CEDCA).