O verão está aí! Que tal conhecer cachoeiras em Londrina e região?

Cachoeira do Bulle, do Tatu, do Córrego Baroré, Apucaraninha, Estância Cachoeira, Recanto do Pinhão...

Estamos na primavera, mas com os pés no verão. Pandemia suavizando, calor aumentando e época de festas chegando. Você gosta de cachoeira? Selecionamos pra você algumas sugestões, em Londrina e região, para lavar a alma! 

- Cachoeira do Bulle (Arapongas). Fica próxima do Parque Estadual Mata dos Godoy, porém, em território araponguense. A queda d'água tem aproximadamente seis metros de altura e, apesar de não ter um acesso muito fácil, é bastante visitada. Para chegar lá é preciso pegar uma estrada de chão à direita depois do Patrimônio Regina, na Zona Sul de Londrina. Uns 40 km de Londrina.

- Cachoeira do Tatu (Zona Sul de Londrina) está localizada atrás do Jardim Botânico. É o afluente do Ribeirão Cafezal. Ela é uma das quedas urbanas bem interessantes da cidade. Quem conhece sabe que vale a pena aproveita um banho refrescante por lá. O acesso à Cachoeira do Tatu pode ser feito pela Rua Luis Lerco, que é a via da Unopar do Catuaí.

- Cachoeira do Córrego Baroré (Jardim Tokio - Londrina). Um local especial, bem no meio da cidade, próximo ao pontilhão do bairro. A queda d'água é um ótimo refúgui da correria, do barulho e da poluição. 

- Salto do Apucaraninha (Zona Sul - Londrina) é uma queda de mais de 100 metros de altura. Fica a 80 km do centro de Londrina, uma das cachoeiras mais famosas da região. Para chegar é só pegar a PR 445, dirigir até o trevo do distrito de Lerroville, trafegar por toda a avenida principal do distrito até chegar na estrada de terra que te levará à queda d'água.

- Cachoeira da Estância Cachoeira (Tamarana). Ela fica na Estrada do Candiró, km 58, em Tamarana, a 60 km de Londrina. Um lugar onde a natureza é quem manda. Além da tranquilidade, há opções de acomodações. 

- Cachoeira do Recanto do Pinhão (Mauá da Serra). Local tem até chalé. Além das trilhas, dos lagos e da mata nativa. Fica na PR 445, km 04, na divisa entre Tamarana e Mauá da Serra, uns 80 km de Londrina.