MP de Londrina pede medidas urgentes e multas pesadas para conter a pandemia

Ofício foi entregue para Amepar e prefeitos da região

Um ofício assinado pela promotora Suzana de Lacerda, da 24ª Promotoria de Justiça de Londrina, representando o Comitê de Crise, foi encaminhado para a Amepar (Associação dos Municípios do Médio Paranapanema) e para prefeitos da região, entre eles o de Londrina, Marcelo Belinati, pedindo medidas urgentes de combate à pandemia do novo coronavírus na região. 

O documento traz propostas relativas ao funcionamento do comércio, visando evitar aglomerações e consequentemente a propagação do vírus. A recomendação também sugere que todas as ações sejam alinhas com os 22 municípios da Amepar. 

Entre os pedidos estão fechamento de bares, casas noturnas e atividades que promovam aglomerações após às 20h, de segunda a sexta-feira, nos finais de semana e feriados, e manter o funcionamento de restaurantes somente até às 22h com capacidade de 50%, com no máximo cinco pessoas por mesa.

O ofício também sugere que haja limitação da comercialização de produtos alimentícios em supermercados nos finais de semana e feriados, além da aplicação de multas expressivas para aqueles que não cumprirem as medidas sanitárias.