Internado desde o outubro, prefeito de Goiânia morre aos 71 anos

Maguito Viella, que há foi governador de Goiás, havia sido eleito prefeito da capital em novembro

O prefeito licenciado de Goiânia Maguito Vilela, de 71 anos, morreu às 4h10 desta quarta-feira (13), segundo nota divulgada, no começo da manhã, pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo. De acordo com a nota, Maguito estava internado desde 27 de outubro do ano passado, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), quando deu entrada com Covid-19. Ele tinha se recuperado da doença, mas lutava contra uma infecção pulmonar, decorrente da infecção por coronavírus.

Na sua carreira política, Maguito Vilela passou por vários cargos públicos no estado de Goiás. Ele foi vereador, senador, prefeito e governador. Antes da vida pública, foi professor e advogado. Em novembro, foi eleito prefeito de Goiânia com 52% dos votos no 2º turno; tomou posse de forma virtual e se licenciou do cargo. Com a morte de Maguito, Rogério Cruz (Republicanos) vai assumir a administração de Goiânia.

No último dia 7, Maguito chegou a apresentar uma melhora no estado de saúde. A família tinha expectativa que Maguito pudesse passar o aniversário de 72 ano, no próximo dia 24, em casa. Maguito perdeu duas irmãs para a Covid-19 em intervalo de menos de dez dias em agosto de 2020, uma com 76 e outra 82 anos.

Em nota, a Secretaria de Comunicação de Goiânia informou que Maguito deve ser sepultado em Jataí, "sua terra natal". O corpo dele saiu às 13h do Aeroporto de Congonhas, em SP. A previsão é que, ao chegar em Goiás, aconteça uma breve cerimônia, por volta de 15h30, em Aparecida de Goiânia, onde ele já foi prefeito. Em seguida, o corpo seguirá em um carro do Corpo de Bombeiros para o Palácio das Esmeraldas, em Goiânia, onde será velado.

Leia mais: