Gabinete militar da Alep é responsável por metade dos gastos em diárias

Números constam no Portal da Transparência

Um levantamento feito no Portal da Transparência da Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) mostra que quase metade dos gastos em diárias no Parlamento é oriunda do gabinete militar, composto por policiais que escoltam o presidente do Legislativo em deslocamentos.

Conforme os registros, foram gastos R$ 328 mil em diárias de viagens, de janeiro a outubro de 2019. Deste total, R$ 150,6 mil corresponderam ao gabinete militar, o equivalente a 45,9%. O governo estadual criou o gabinete militar em 2011, por meio de um decreto legislativo.

De acordo com a legislação, o efetivo serve tanto para o policiamento no prédio da Casa, quanto para a segurança pessoal e familiar do presidente. Em relação ao mesmo período de 2018, que foi ano eleitoral, as despesas em diárias de viagem somaram R$ 476,7 mil. No mesmo ano, foram gastos R$ 316,2 mil em escoltas.

O dinheiro utilizado em diárias por deputados e servidores não precisa ser comprovado por meio de notas fiscais. Em nota, a Alep se manifestou alegando que a requisição de diárias segue rigorosamente, conforme determina a lei, e que a redução no gasto total ocorre devido “a uma administração eficiente dos recursos” por parte da Mesa Diretora.

Leia Mais: