Desemprego atinge 14 milhões de pessoas em setembro

Conforme a pesquisa, a Região Sul viu o aumento de desempregados passar de 1,3 milhão para 1,5 milhão

Conforme dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (16), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de desempregados chegou a 14 milhões de pessoas na quarta semana de setembro, ficando estatisticamente estável em relação à semana anterior (13,3 milhões).

Com isso, a taxa de desocupação (14,4%) ficou estável em relação à semana anterior (13,7%) e cresceu frente à primeira semana de maio (10,5%), quando o levantamento foi iniciado. Esta é a última divulgação da Pnad Covid-19 semanal que foi realizada entre os dias 20 e 26 de setembro.

A coleta de dados por telefone continuará para subsidiar as edições mensais da pesquisa, que devem continuar até o fim do ano. A população ocupada ficou em 83 milhões, estatisticamente estável na comparação com a terceira semana de setembro.

Conforme a pesquisa, a Região Sul viu o aumento de desempregados passar de 1,3 milhão para 1,5 milhão, uma alta de 16,5%. O Sudeste registrou alta de 39,2% no número de desempregados, passando de 4,3 milhões para 6,3 milhões.

*Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS: