Deputado de SC critica campanha contra assédio

Segundo o deputado, mulheres gostam de ser assediadas, que isso seria um direito delas e "massageia o ego"

O deputado estadual catarinense Jessé Lopes (PSL), criticou a campanha 'Não é Não', de conscientização contra o assédio durante o carnaval, em uma rede social dizendo que homens e mulheres gostam de ser assediados, que isso seria um direito delas e "massageia o ego", que elas conquistaram "todos os direitos" e que o feminismo só tirou direitos e "imbecilizou o comportamento" delas.

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher manifestou repúdio às falas do deputado Jessé e informou que vai buscar providências cabíveis por meios legais. Para o órgão, posicionamentos como o do parlamentar contribuem para o aumento da violência contra as mulheres e atrapalham a criação de políticas públicas efetivas de gênero.

Leia mais: