Cancelas das praças de pedágio do Paraná podem ficar um ano abertas, informa Guto Silva

A partir de 28 de novembro, quando os contrato serão finalizados.

As concessionárias de pedágio do Paraná não terão seus contratos prorrogados, encerrando este ciclo em 28 de novembro. E, até que as novas empresas estejam habilitadas para assumir os trechos das rodovias, as cancelas das praças ficarão abertas ao trânsito de veículos. De acordo com informações do secretário-chefe da Casa Civil do Paraná, Guto Silva, o usuário poderá ficar até um ano sem pagar tarifa de pedágio no Estado. 

Guto Silva disse ao TNOnline que "é o fim de um contrato que puniu os paranaenses, um contrato caro, sem obras". Ele ainda comentou que, segundo o governador Ratinho Júnior, o Paraná não ficará nem mais um dia vinculado a esse contrato, portanto, no dia 28 de novembro - pouco mais de dois meses - as cancelas serão abertas. "A nossa expectativa é que o pedágio fique um ano com as cancelas abertas", relatou Guto Silva.

Ainda de acordo com o chefe da Casa Civil, a grande preocupação do governo é garantir, nesse período, segurança e qualidade para os usuários das rodovias paranaenses e proteção ao patrimônio público. Para isso, o governo vai contar com o trabalho de fiscalização e segurança de policiais rodoviários.