Abono salarial é mantido para trabalhador que ganha até dois salários mínimos

Ponto é considerado uma derrota para o Governo Federal

Já na madrugada desta quarta-feira (02), os senadores derrubaram a restrição estabelecida pelo Governo Federal que determinava o pagamento do abono salarial para trabalhadores com salários de até R$ 1.364,43. O ponto determina uma derrota ao Governo Federal na proposta de Reforma da Previdência. Os senadores decidiram, durante a análise dos destaques do texto-base que o benefício vai continuar a ser pago para trabalhadores que ganhem até dois salários mínimos. 

De acordo com os números da equipe econômica, a restrição ao abono salarial iria representar uma economia de R$ 76,2 bilhões ao governo nos próximos dez anos. Com a retirada deste trecho, a economia global com a proposta deve chegar aos R$ 800,2 bilhões na próxima década. 

Para manter a restrição, o Governo Federal precisava do apoio de 49 parlamentares, mas obteve 42 votos. Após a derrota, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) encerrou a sessão. A análise dos destaques deve ser retomada nesta quarta-feira (02), a partir das 11h. 

Leia mais

Jornalismo Paiquerê FM News com informações da Agência Brasil