30 mil internautas participam de audiências para a construção de Londrina

As principais demandas enviadas pela população foram em relação às áreas de educação, saúde, cultura e obras.

Quase 30 mil pessoas assistiram as audiências públicas virtuais, e mais de 600 londrinenses enviaram sugestões e apontamentos para a elaboração do Plano Plurianual (PPA) do município, para o período de 2022 a 2025. Ao todo, foram realizadas seis audiências on-line, transmitidas ao vivo pelas redes sociais da Prefeitura, entre abril e maio. Os encontros foram organizados pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia. 

Para quem não sabe, o PPA é um instrumento de planejamento de médio prazo que reúne as diretrizes, objetivos e metas de execução pela Prefeitura, de acordo com a viabilidade orçamentária e financeira. A lei é elaborada sempre no primeiro ano de mandato dos prefeitos, visando preparar o planejamento para os quatro anos seguintes.

O objetivo dos encontros virtuais foi receber dos cidadãos as demandas e necessidades prioritárias relacionadas às políticas públicas desenvolvidas pela administração municipal. As abordagens ocorreram em torno dos eixos Saúde, Educação, Cultura, Esportes, Assistência Social, Mulher, Idoso, Meio Ambiente, Agricultura, Obras, Planejamento Urbano, Serviços Públicos, Desenvolvimento, Habitação, Emprego e Segurança Pública.

As principais demandas enviadas pela população foram em relação às áreas de educação, com 113 registros, Saúde (71), Cultura (69), Obras (68), Planejamento Urbano (56), além de Urbanismo, Trânsito, Transporte e Limpeza (50).

Na avaliação do secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, o saldo da contribuição popular na construção da próxima Lei do PPA é positivo. Segundo ele, a ampla participação do povo londrinense sublinha a força da democracia e mostra que as pessoas querem que a cidade se desenvolva conforme suas necessidades e anseios.